Thailand, Travel

Ko Phi Phi

versão portuguesa

The insanely pretty islands of Ko Phi-Phi Don and Ko Phi-Phi Leh are Thailand’s Shangri-La.

From the famous Maya Bay (made famous by the Leonardo DiCaprio’s movie: The Beach) to the monkeys on the aptly named “Monkey Beach” to the diving, nightlife, and resorts, Phi Phi is one of the biggest destinations in the country. Destroyed by the tsunami in 2004, the island has been rebuilt and developed to an even greater extent than before.

Apart from plenty of tourists, there are also hundreds upon hundreds of other little residents, at first, much to my delight.. Cats! Oodles of them! But on a closer look you can easily see that most of them need serious veterinarian care!!!

I was super excited at first, hundreds of the sweetest cats and kitties, always ready to be petted, but most of them I found that were injured, some of them from fights, others from possibly flea allergy (I’m not a vet nor a doctor, but I have some experience volunteering at animal shelters) and I even found one kitty that had both eyes swollen. I spent some time with her, cleaned her eyes with bottled water to find out that she has blind… Unfortunately I didn’t found any veterinarian clinic, I was about to leave Ko Phi Phi in 1 hour when ours paths crossed and I know that in order to bring a cat or a dog to Europe with me it would need to have a lot of vaccines, passport and so on…  It broke my heart to leave her standing in the street but it was all I could do.  I’ve searched for animals associations, wrote to them but got no reply… Hopefully the locals will take care of her, although being blind she was well fed.

Despite this sad story, Ko Phi Phi is a beautiful place not to miss. There are many paradisiacal beaches, stunning sunsets, magical sunrises, crystal blue waters, magnificent view points, surreal rides and a little bit more that you will only know when you are there.

  • How to get there?

We took a plane from Chiang Mai to Phuket and then took a speed boat from Phuket to Ko Phi Phi, but you can also travel to Ko Phi Phi from Krabi, Railay Beach or Koh Lanta.

koh-phi-phi-map.jpg

  • Where to stay?

Is important to know that there are 2 sides of Ko Phi Phi, the east side is the quieter side of the island, with some restaurants, tourist agencies, small shops and snack bars, the west side of the island, is the side of the noise and the famous pool parties. This is where most of the tourists stay. Since I wanted to relax and just stayed 2 nights at the island, before leaving to Railay Beach, I chose the east side and stayed at the Viking Nature Resort. The resort is beautifully located in the jungle with the main common area/restaurant located on a private beach. To go to the village you have to do a 20 minute walk across the jungle, quite the adventure if you do it at night, even though the path was well lit and I felt secure walking back alone if needed. The huts were close together, but still felt private and had views of the bay. If you don’t like bugs this might not be the best place for you, but if you like being in sync with nature and fall asleep listening to crickets and the waves, this is definitely the place to stay.

71312655

On our first day we took the 6 hours island tour on a long tail boat, it was lovely! We visited the nearby islands, saw a lot os fishes and corals while snorkeling and visited the cave. On our second (and last day) we spent the day at the beach and hiking to the view point.

It is totally worth the hike to the point view, the view is amazing, but the hike is hard and under that Thai’s heat, it seems 3 times worst than it actually is! A thing to keep in mind, when visiting the point view, is to take some money with you, given that only in the last few meters you’re informed that to have access to it, it is necessary to pay 30 baths per person.

Even though my stay was quite relaxing, there’s a lot to do, there’s a booze cruise, lots of water sports experiences, plankton sunset cruise, pool parties, yoga, massages, you name it.

If I knew I would have stayed longer, probably 4 or 5 days to be able to enjoy all that this amazing place has to offer, maybe in another visit to Thailand 🙂

DSC_0471-01DSC_0361-01DSC_0388-01

As lindíssimas ilhas Ko Phi-Phi Don e Ko Phi-Phi Leh são o Shangri-La da Tailândia.

Da famosa Maya Bay (famosa pelo filme de Leonardo DiCaprio: The Beach) aos macacos na chamada “Monkey Beach”, conhecida como sendo boa para mergulho, vida noturna e seus resorts, Ko Phi Phi é um dos maiores destinos do país. Destruída pelo tsunami em 2004, a ilha foi reconstruída e desenvolvida numa extensão ainda maior do que antes.

Para além da abundância de turistas, há também centenas e centenas de outros pequenos residentes, ao início, muito para minha felicidade.. Gatos! Montes deles! Mas após um olhar mais atento podemos facilmente ver que a maioria precisa de cuidados veterinários com alguma urgência!

Ao início estava super animada, centenas de gatos e gatinhos super meigos, mas ao chegar mais perto para dar festinhas vi que a maioria que tinha feridas, algumas delas de lutas, outras possivelmente de alergia a pulgas (não sou veterinária nem  médica, mas tenho alguma experiência que ganhei ao fazer voluntariado com associações animais) e encontrei uma gatinha que tinha ambos os olhos inchados, passei algum tempo com ela, limpei-lhe os olhos com água engarrafada, para no final de contas descobrir que estava cega… Infelizmente não encontrei nenhuma clínica veterinária e estava prestes a deixar Ko Phi Phi, numa 1 hora para ser precisa, quando nossos caminhos se cruzaram e sei que para trazer um gato ou cão comigo para a Europa seria necessário ter uma data de vacinas em dia, passaporte e assim por diante … Partiu-me o coração deixá-la para trás, mas fiz tudo o que eu podia fazer dadas as circunstâncias. Procurei por associações de animais, escrevi para as que encontrei, mas não obtive resposta… Espero que os locais cuidem dela, pois embora sendo cega, a gatinha estava bem alimentada.

Apesar desta triste história, Ko Phi Phi é, sem dúvida, um belo lugar a não deixar escapar. Há imensas praias paradisíacas, um pôr do sol deslumbrante e um nascer do sol mágico, águas cristalinas, magníficos point views, passeios surreais e algo mais que só irá saber quando lá estiver.

  • Como chegar?

Decidimos apanhar um avião de Chiang Mai para Phuket e, em seguida, um barco de Phuket para Ko Phi Phi, mas também poderá viajar para Ko Phi Phi de Krabi, Railay Beach ou Koh Lanta.

koh-phi-phi-map

  • Onde ficar?

É importante saber que existem 2 lados em Ko Phi Phi, no lado leste encontramos a parte mais calma da ilha, com alguns restaurantes, agências de turismo, pequenas lojas e barzinhos, já o lado oeste, é o lado das festas , do ruído e as famosas pool parties. Este lado é onde a maioria dos turistas prefere ficar. No meu caso, dado que queria uma estadia mais calma e com apenas 2 noites na ilha, antes de partir para Railay Beach, escolhi lado mais sossegado e fiquei hospedada no Viking Nature Resort. Este resort está magnificamente localizado mesmo dentro da selva, com a área de recepção/restaurante localizada numa praia privada. Para ir até à vila temos que fazer uma caminhada de 20 minutos através da selva, uma ida um quanto aventureira quando feita à noite, embora o caminho esteja bem iluminado e sempre me tenha sentido segura, mesmo andando sozinha quando necessário. As cabanas são próximas umas das outras, mas ainda assim sentimos privacidade. Se não gostar de insectos, este pode não ser o lugar ideal para si, mas se quiser estar em sintonia com natureza e adormecer ao som dos grilos e das ondas, este é definitivamente o lugar onde ficar.

71312655

No nosso primeiro dia decidimos fazer uma tour de 6 horas pelas ilhas mais próximas, foi fantástico! Para além de se visitar as ilhas, vimos imensos peixes e corais durante as várias sessões de snorkeling e visitámos a caverna. No segundo (e último dia), passámos o  dia na praia e numa interminável caminhada até ao view point.

Vale muito a pena a caminhada até ao view point, pois a vista é de outro mundo, mas o caminho até lá é longo e sob aquele calor tailandês parece 3 vezes pior do que é na realidade! Um pormenor a ter em atenção é não esquecer de levar dinheiro quando decidir ir até lá a cima, dado que só nos últimos metros somos avisados que para ter acesso ao view point é necessário pagar 30 baths por pessoa.

Embora a minha estadia tenha sido muito relaxante, não se iludam pois há muito o que fazer, há um “booze cruise”, uma grande quantidade de desportos aquáticos, “plankton sunset cruise”, pool parties, yoga, massagens, etc.

Se eu soubesse o quanto esta ilha tem de oferta, teria ficado mais tempo, provavelmente 4 ou 5 dias, para poder desfrutar de tudo o que este lugar incrível tem para oferecer, talvez numa outra visita à Tailândia 🙂

DSC_0471-01DSC_0361-01DSC_0388-01

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s